quarta-feira, 12 de maio de 2021

Pommes duchesse - Batatas duquesa


Pommes duchesse - batatas duquesa - para deixar qualquer refeição com um toque  francês! Não tem segredo, só fazer um purê amassado  manualmente, sem mixer, e misturar ovo, sal, manteiga e noz moscada. O charme está em moldar no saco de confeiteiro e assar até dourar!

Aprendi com a chef Priscila Stucky (Instagram: @priscilastucky) que ensina receitas deliciosas com vídeos nos stories todos os dias.

Rendimento: cerca de 30 batatas duquesa

Ingredientes 
600 gramas de batatas cozidas com a casca
60 gramas de manteiga em temperatura ambiente 
1 ovo
1 gema
Sal, noz moscada

Preparo 
Pré-aqueça o forno a 200° C.
1- Cozinhe as batatas:
Coloque as batatas com casca (eu faço um corte na casca ao redor dela que ajuda a soltar depois) em bastante água fria, sal e leve para ferver. Deixe ferver por cerca de 30 minutos. Verifique se as batatas estão cozidas inserindo a ponta de uma faca afiada.


 
Escorra bem as batatas, passe em água fria para soltar a casca.

2- Amasse as batatas com um espremedor de batatas para obter uma textura lisa e bastante seca. Não use mixer. Trabalhe com a batata morna, não deixe esfriar.

3- Junte a manteiga, o sal e a pimenta-do-reino, a noz-moscada e teste o sal. Misture e junte o ovo, misture. Junte a gema, misture.

4- Despeje este purê em um saco de confeiteiro equipado com o bico pitanga grande e molde as batatas duquesa como uma roseta em papel manteiga. 

5- Asse as batatas duquesa no forno pré-aquecido a 200 °C por cerca de 20 minutos até dourar as pontas. O tempo de forno varia de acordo com o tamanho que você fez as batatas.

Você pode congelar as batatas duquesa antes de assar, cruas na assadeira, leve ao freezer e depois de congeladas, transfira-as para um recipiente hermético no freezer.




segunda-feira, 8 de março de 2021

Cassoulet


Cassoulet! Um ensopado de feijão branco de origem francesa que lembra a nossa feijoada. Há várias versões da receita e essa se adaptou muito bem aqui em casa. É um prato muito saboroso e simples de fazer!

Ingredientes 
500 g de feijão branco 
100 g de bacon picadinho
300 g de peito de frango (pode ser pato, carneiro ou porco) em cubos, marinado em sal, limão e páprica picante por uma hora +-
1 gomo de linguiça calabresa (portuguesa ou paio) picada em meia-lua 
250 g costelinha de porco defumada, dessalgada 
3 dentes de alho amassados 
1 cebola pequena picadinha
1/2 talo de alho poró
1 tomate picadinho
1 cenoura picada em meia-lua
1/2 pimenta dedo de moça sem semente e fatiada
1 folha de Louro
Pimenta do reino
Cheiro Verde

Preparo
1- Deixe de molho de um dia para o outro: o feijão coberto em água com 1 colher de vinagre junto com a costelinha. Se quiser acrescentar já a cenoura, a cebola e o alho poró também pode.

2- Na manhã seguinte, escorra o feijão e enxague. Em uma panela frite o bacon com um pouquinho de manteiga ou azeite até derreter a gordura. Acrescente o frango temperado com sal e pimenta e frite até dourar, adicione a calabresa, o alho e a cebola e refogue. Adicione o alho poró picado, o tomate picadinho e refogue até amolecer. 

3- Adicione a pimenta dedo de moça e o louro, a cenoura e o feijão branco escorrido. Cubra com água e deixe cozinhando em fogo baixo na panela (de barro ou crockpot) semi-tampada até ficar macio. 

Acrescente água fervente se necessário durante o cozimento. Não é preciso usar a pressão, pois o feijão branco é mais macio. E o segredo do prato é o cozimento lento em panela de barro, se tiver uma!

Quando estiver quase pronto, retire o louro e cubra com salsinha picadinha. Acerte o sal. Geralmente não coloco sal por causa da calabresa e da costelinha.

Sirva com arroz e uma salada de folhas temperadas com azeite, manjericão, sal e limão. 
Bon appétit !















quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Bolachinha caseira



Toda receita tem uma história. A da bolacha é sempre de vó! Mas era meu pai que gostava de fazer essa bolachinha quando éramos pequenos. Do lado de meu marido ele fala que na casa da avó dele se chamava “bolacha relaxada”!


Bolacha caseira
500 g de farinha de trigo
1 xícara de açúcar 
1 colher (sopa) de manteiga 
1 colher (chá) fermento em pó
1/2 colher (chá) sal amoníaco* (ou bicarbonato de sódio + 1 colher limão)
2 ovos batidos
1 colher (chá) baunilha
1/4 xícara (para menos) de leite

Misture os ingredientes, - menos os ovos - na batedeira. Bata para incorporar a manteiga. Junte os ovos e depois o leite aos poucos e continue batendo até virar uma bola. 
Faça bolinhas, amasse com garfo e passe no açúcar com canela. Ou faça trancinhas.
Asse por 10 min em forma untada com manteiga, no forno pré-aquecido a 200°C. Retire da forma imediatamente para não grudar. *substitua o sal amoníaco pela mesma quantidade de bicarbonato + caldo de 1 limão

#bolachascaseiras #receitasdacriscardoso #receitasdevó

sexta-feira, 8 de março de 2019

Quiche de abobrinha

Aprendi a preparar quiches com a querida Janne que nos ofereceu um workshop de culinária francesa há alguns anos. Atualmente ela mora na França e continua cozinhando e postando suas delícias. Por ser casada com francês, ela conhece e sabe replicar aqueles pratos típicos que a gente sonha em aprender a fazer!

A receita é adaptada do renomado chef francês Paul Bocuse, de seu livro: “Bocuse em sua cozinha”. E foi essa a receita que aprendi no workshop!

Quiche de abobrinha
Massa básica:
Para duas formas de 25 x 3 cm
Prepare a massa uns 40 min antes de usar.

300 g de farinha de trigo (2 xícaras)
150 g de manteiga sem sal em cubinhos
1 ovo
1 pitada de sal
Água gelada que baste (separe meia xícara de água com gelo)
1 colher (chá) sal fino

Recheio:
Prepare antes da massa para esfriar.

2 abobrinhas italianas refogadas al dente com azeite, sal, cebola, alho e pimenta-do-reino.
100 g de cream cheese
8 a 10 ovos (se pequenos, use 10)
2 caixinhas de creme de leite
Sal, pimenta-do-reino, noz-moscada ralada
100 g parmesão ralado grosso - rale na hora please

Preparo da massa:
Coloque farinha, sal e manteiga num recipiente. Faça uma farofa com as pontas dos dedos - se tiver um espremedor de batatas é melhor. Acrescente o ovo e a água aos poucos. Fazendo uma bola, sem amassar!
Embrulhe em filme plástico.
Coloque na geladeira para descansar por 40 minutos.

Para abrir: use um rolo de macarrão e e coloque a massa entre dois saquinhos plásticos de alimento abertos. Deixe ela fina com tamanho suficiente para cobrir o fundo e as laterais da forma. Transfira para as formas de quiche (que no Brasil se chamam forma de torta de maçã crespa, de fundo removível). Recorte os excessos na borda com o rolo de macarrão (vídeo na sequência de fotos).

Preparo do recheio e montagem:
Bata os ovos com o creme de leite, tempere com sal, pimenta-do-reino e noz moscada.
Acrescente a mistura de ovos EM CIMA do recheio de sua escolha  (veja nas fotos) - no caso eu fiz de abobrinha com cream cheese.
Por último, espalhe o queijo parmesão ralado e leve para assar a 180 °C até dourar.
Bon Appétit!

Sirva quente!
Pode congelar por até três meses.




domingo, 11 de junho de 2017

Pão italiano recheado


























Receita simples para curtir amigos e familiares: acolhimento. A partir daí o cardápio fica mais fácil de elaborar porque você vai pensar nas pessoas que estarão com você... Quando você é acolhedora conhece as preferências dos amigos. E a começar da entrada, que pode ser simples e saborosa você pode dar um show sem se desgatar.

Esta receita de pão italiano está guardada há muitos anos para ser postada em meus rascunhos. Porque me faltavam palavras. Hoje ao olhar para ela me lembrei do dia que preparei esse pão para minha sogra. E dos momentos que passamos em nossas visitas. Quem tem parentes distantes tem dessas coisas. Você saboreia os momentos e os guarda na memória. A rotina não existe, a obrigatoriedade do almoço de domingo também não. Passadinha rápida só para dar oi é impossível... Então qualquer visita precisa ser programada e agendada. A gente passa a ser visita, às vezes até reservando o quarto para não perder para outro irmão que vai na mesma época, porque quando está junto, não quer mais companhia para dividir a atenção. É que ficar junto é precioso... 

Pão italiano recheado
Bem, para esse pão italiano recheado que aprendi com a Gina do NacoZinha Brasil você só precisa de:
1 Pão italiano redondo fatiado em cubos (não vá com a faca até o final), queijo (mussarela), orégano e manteiga. 

Passe manteiga, azeite ou um patê que tiver no miolo do pão. Espalhe por dentro o queijo ralado ou em pedacinhos. Polvilhe orégano e um pouquinho de sal. Leve ao forno até derreter o queijo. Sirva quentinho e curta a companhia!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Chutney de figo fresco, abacaxi e maçã

Festas de fim de ano. Cada família tem suas histórias e lembranças boas e engraçadas ou mesmo aquelas que gostaria de apagar da memória. Numa família de sete irmãos, nós cultivamos por anos o hábito de nos encontrarmos no Natal ou no Ano Novo. Porém, ultimamente as reuniões familiares com a presença de todos têm sido mais difíceis de conciliar. A família se transforma... os filhos crescem, se casam, têm seus filhos, que por sua vez, crescem, se casam e têm seus filhos e passam a conviver com seus familiares estendidos que moram em outras regiões. É a vida! Então, aproveite oportunidades e crie ótimas lembranças, deixando de lado o mimimi!

Mas se é bom criar boas lembranças dessa época, também é difícil agradar a todos os paladares. Das tradições de comida do Natal uma eu sei que não agrada minha família. O cheiro de chutney no ar! Eles não gostam! Mas eu amo essa época em que posso dedicar uma tarde na cozinha fazendo picles, chutney e a conserva que me dá na cabeça... Guardo em potes e dou de presente nas confraternizações realizadas em casas de amigos.

Esse ano resolvi mudar o tipo de ingrediente da minha receita de chutney favorita, a de figo. Usei figo fresco e açúcar orgânico no lugar de figos secos e açúcar mascavo. O resultado foi um chutney clarinho com sabor mais suave.

Chutney de figo fresco
Adpatado da revista Good Food

1 abacaxi grande, de cerca de 1 kg ou 1 lata de abacaxi picado, sem a calda
500g de maçãs, sem casca e sementes, picadas finamente
5 cm de gengibre fresco, ralado
4 figos maduros sem a casca e picados
2 colheres (chá) de grãos de mostarda preta (ou amarela)
1 cebola roxa, picadinha
1/2 colher (chá) de noz moscada ralada
500 ml de vinagre de maçã
1 colher (chá) sal
400 g açúcar orgânico

1) Bata o abacaxi no liquidificador ou use o processador. Transfira para uma panela grande o abacaxi, as maçãs, o gengibre, a cebola, o figo, os condimentos, vinagre e sal. Ferva por 10 minutos até que a maçã esteja macia.

2) Adicione o açúcar e mexa para dissolver. Cozinhe no fogo baixo por 20 a 30 minutos mexendo de vez em quando até que o chutney engrosse.

Sirva com cream cheese, queijos, crackers, canapés etc

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Cupcakes de pão-de-ló



Pão-de-ló para mim só tem uma receita... a da minha avó. Mesmo que não tenha conhecido os cupcakes de hoje a vó Djanira me deixou uma receita que, apesar de antiga, se renova sempre. Além de fazer parte de meu banco de memórias,  quando a saudade bate, posso sacar doces momentos de quando ela preparava esse bolo... E eu ali, pertinho dela, não vendo a hora do bolo sair do forno. Lembro até da cor dele e da casquinha branca que formava em cima.

A vantagem de fazer cupcakes com esta massa é que as forminhas ficam sequinhas e sem manchas de óleo ou manteiga. E não vai leite!

Receita original neste post: Pão-de-ló - só adaptei as quantidades e adicionei fermento em pó.

Pão-de-ló da minha avó - para cupcake
Rende 24 forminhas

4 ovos -  claras separadas 
2 xícaras de farinha de trigo 
2 xícaras de açúcar 
1 xícara de água 
1 colher (chá) de fermento em pó.

Para decorar:
Cobertura de chantilly, buttercream ou creamcheese
Coco ralado
Biscoito de maisena triturado

1) Pré-aqueça o forno a 180°C.

2) Na batedeira, bata muito bem as claras em neve com uma pitada de sal. Em seguida, reduza a velocidade e junte o açúcar, as gemas, a água e a farinha, sem parar de bater até incorporar tudo. 

3) Para assar use forminhas de papel colocadas em formas para cupcake. Encha 2/3 das forminhas e leve para assar por 10 a 15 minutos ou até começar a dourar um pouco nas bordas. Retire do forno e transfira as forminhas para uma grelha para esfriar.

4) Faça a decoração: Coloque a cobertura escolhida no saco de confeiteiro e com o bico de confeitar, comece na borda a desenhar um círculo e continue subindo para completar uma espiral.

Nos cupcakes das fotos depois de cobrir todos os cupcakes eu passei alguns no biscoito triturado e outros no coco ralado. Ficam lindos.

Dicas:
  • Faça um recheio de nutella, brigadeiro, geléia, doce de leite. E o meu recheio favorito é o "curd de abacaxi", com cobertura de chantilly e passado no coco ralado, bom demais!!!
  • Para fazer o furo no cupcake para colocar o recheio: depois de assado, use um tirador de miolo para maçãs (apple corer).

quarta-feira, 23 de março de 2016

Re: Kit Kat Easter Cake - Bolo de Páscoa Kit Kat

Todo ano faço uma atividade diferente sobre a Páscoa com meu filho menor e também com o nosso pequeno grupo de mulheres. Fiz um quadrinho para a porta da casa e o bolo da moda, de kit kat, um chocolate que lembra um pouco o bis extra. Eu, na verdade, não usei nenhum dos dois, mas uma imitação do kit kat, encontrada no sam's club que se chama Twin Break.
Minha decor de Páscoa, pronta em 5 minutos com tecido, quadrinho e um ninho de ovos com uma cruz, significando: Jesus, dois ladrões e um presente para todos nós! Uma atitude de perdão.... Foi assim que surgiu a nossa Páscoa!
Mesmo que você não seja religioso, se depara todos os anos com uma nuvem colorida de ovos de Páscoa pendurada sobre a cabeça em muitos supermercados e acaba comprando um ovo para presente ou consumo próprio.

Um dos quadros mais famosos de Leonardo da Vinci retrata a última ceia de Jesus. Muitas famílias possuem em casa este quadro, inclusive meus pais, que têm um prato sobre o armário da cozinha. Não é preciso ser nenhum gênio para reconhecer quem está sentado ao centro. A inspiração de Da Vinci encontra-se no livro de João 13:21-26, quando Jesus disse que alguém ali o trairia, quem ele desse o pedaço de pão molhado no prato. Todos conhecem a história... Viu, realmente, não precisa ser religioso ou crer em Deus para falar do quadro. Então, a diferença não está no conhecimento, mas na experiência que cada um tem com relação à história do quadro, ou seja, quando a história de Jesus intercepta a sua história, quando você deposita a esperança nele... Ele transforma, cura feridas, nos ajuda a descobrir quem somos e porque vivemos. E o que mais me fascina é que muito antes de ouvirmos falar dele, ele já pensava em nós! Feliz Páscoa!


Bolo kit kat
É muito simples e você vai precisar de:
1 bolo de sua preferência (pode ser confeitado!)
150 g coco em flocos desidratado (não é o ralado)
12 pacotes de kit kat ou 20 de twin break (aproximadamente)
Corante verde limão
Meia xícara de chantilly ou cream cheese (para colar os kit kats)
Miniovos de chocolate

Se o bolo estiver confeitado, melhor ainda. Caso contrário, você pode fazer um. A minha escolha para esta receita foi o bolo prestígio que era muito comum na minha infância. Hoje meus filhos torcem o nariz para este bolo, porque para esta geração, bolo confeitado é de brigadeiro!

Montagem do bolo Kit Kat
Bolo já confeitado: você só "cola" ao redor do bolo todos os kit kats com um pouquinho de chantilly ou cream cheese em temperatura ambiente.
Bolo sem cobertura e recheio: recheie o bolo, cubra com brigadeiro ou beijinho, espere esfriar e cole os kit kats com chantilly.

Divida o coco em flocos em duas partes. Use metade para polvilhar por cima do bolo que  já está com a cerquinha de kit kat, e a outra metade, num recipiente de vidro para não manchar (ou saquinho tipo ziploc), pingue umas gotinhas de corante alimentício verde limão e mexa com um garfo (ou agite o saquinho) até dar o tom desejado.

Coloque um aro para fazer o ninho (ou faça a olho) com o coco em flocos tingido de verde, deixe o centro mais fundo. Arrume os ovinhos por cima e está pronto seu bolo de Páscoa maravilhoso!
Bolo prestígio
3 ovos
1 1/2 xícara de açúcar
1/2 xícara de cacau em pó
2 xícaras de farinha de trigo
1/2 xícara de óleo
1 xícara de leite
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 pitada de sal

1) Numa tigela de batedeira ou usando um fouet, bata os ovos com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Junte o cacau em pó, o óleo, o leite, o sal e vá colocando a farinha misturada ao fermento aos poucos.

2) Leve ao forno preaquecido a 200°C em assadeira untada e enfarinhada e asse por 30 minutos. Desenforme, corte ao meio, molhe com leite ou uma calda (abaixo) e coloque o recheio.

Calda para molhar o bolo
1 xícara de leite
1 colher (sopa) de licor Sheridan's (aquele de dois lados separados por vidro, preto e branco)
Leve ao fogo até ferver e molhe as partes do bolo antes de rechear.

Recheio e cobertura
1 lata de leite condensado
1 lata de leite
1 pacote de 100 g de coco ralado
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina
2 colheres (sopa) de amido de milho (maizena)

Coloque todos os ingredientes numa panela e leve ao fogo, mexendo, até engrossar. Use para rechear e cobrir o bolo. Se ficar muito consistente acrescente mais leite e leve ao fogo novamente.


sábado, 27 de junho de 2015

Chocolate chip cookies com cranberries

 Cookies com gotas de chocolate! Já pensou na origem dessa receita? Eu já. Sou do tipo que ama saber a origem das coisas,  gosto de novidades e dedico um tempo lendo sobre o assunto.
 
A invenção dos cookies ocorreu por acaso. Um acaso feliz, uma "serendipidade".
 
Segundo a wikipedia, uma das histórias, e essa é minha favorita, é que a senhora Ruth Wakefield estava fazendo biscoitos amanteigados em seu restaurante em meados de 1930 quando percebeu que tinha acabado seu chocolate em pó! Algo que nunca acontece na nossa casa, certo? Ainda bem que tenho vizinhas que me socorrem... Mas a dona Ruth foi bem criativa e, na pressa, jogou uns pedaços quebrados de chocolate meio-amargo sobre os biscoitos, pensando que eles iriam derreter e se misturar à massa. Para sua surpresa os biscoitos saíram do forno com os pedacinhos e ainda fizeram sucesso entre os clientes.
 
Verdade ou não, os cookies com gotas de chocolate surgiram com certeza nos Estados Unidos. E lá você encontra lojas que vendem só cookies! Grandes, pequenos, confeitados, simples e até do tamanho de uma pizza!!! Uma perdição.
 
Quando fiz intercâmbio eu parava em frente à loja no mall, ficava admirando e pensando, por que não tem essa delícia no Brasil? Mas isso foi em 1987 e de lá para cá muita coisa mudou!
 
E vamos à minha receita favorita, cookies com cranberries, porque me lembram aqueles oferecidos em alguns hotéis como cortesia aos hóspedes. Esses cookies ficam macios por dentro (chewy), do jeito que gosto...

Detalhe: Leia atentamente, porque a receita pede que você separe um pouco de nozes, cranberries e chocolate para colocar por cima antes de terminar de assar. Se você se distrair e misturar tudo à massa, também vai dar certo!!!

Se não tiver cranberries, não faz mal, faça como a senhora Ruth, improvise!  E se não gostar de nozes, tente substituições, como pistache, castanhas e amendoim...

Chocolate chip cookies com cranberries
Da revista: Good Housekeeping

2 1/2 xícaras de farinha de trigo
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
3/4 xícara de manteiga ou margarina amolecida
3/4 xícara de açúcar mascavo
1/4 xícara açúcar granulado
3 colheres (sopa) de mel ou karo
2 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 xícara de nozes, tostadas e trituradas
1 xícara de cranberries secas
120 g de chocolate branco picado
120 g de chocolate meio amargo picado (ou gotas de chocolate)

Preaqueça o forno a 190°C.
1) Misture a farinha, o bicarbonato e o sal. Reserve.

2) Na batedeira em velocidade média, bata a manteiga, o açúcar e mel até ficar cremoso. Junte os ovos e a baunilha. Reduza a velocidade para baixa e adicione a mistura de farinha aos poucos.
 
3) Desligue a batedeira e acrescente 2/3 das nozes, cranberries e pedaços de chocolate. Misture bem com espátula. Leve a massa à geladeira por 15 minutos ou até um dia. (Ou congele no formato de rocambole coberto com filme plástico - quando assar só cortar fatias de 1 cm e colocar na assadeira.)
 
4) Usando uma colher de sorvete ou "cookie scoop" coloque colheradas da massa a dois centímetros de distância em assadeira untada e enfarinhada. Asse por cinco minutos e retire do forno. Trabalhando rapidamente, pressione algumas das nozes restantes, cranberries e pedaços de chocolate nos cookies. Volte para o forno e deixe mais 6 a 8 minutos ou até que as bordas estejam douradas. Transfira os cookies imediatamente para uma grade para esfriar completamente.
 
Volte a massa que sobrou à geladeira enquanto assa. Repita o processo com a massa restante. Armazene os cookies assados em recipiente fechado por uma semana ou no freezer por até um mês.
 
Massa crua pronta para ir ao forno

domingo, 5 de abril de 2015

Coelhinho da Páscoa, o que trazes para mim?



Para algumas pessoas ele trouxe estas marmitinhas decoradas com tecido que eu fiz com um bolinho dentro, fiz para atender encomendas. Presentes feitos a mão sempre cativam o coração.

E para você... que seja doce e em boa companhia!

Mas o que há de tão importante sobre a Páscoa?

Entre os judeus, esta data é muito importante, pois marca o êxodo deste povo do Egito, onde viveram por cerca de 400 anos. Esta história encontra-se na Bíblia, no livro de Êxodo. Nesta data, os judeus reúnem suas famílias, fazem e comem o matzá (pão sem fermento) para lembrar a rápida fuga do Egito, quando não sobrou tempo para fermentar o pão.

Entre os cristãos, esta data celebra a ressurreição de Jesus Cristo, e também é muito importante, porque provou que Jesus era quem dizia ser: Deus em carne e osso que veio trazer salvação ao mundo e oferecer a vida eterna. Três eventos ocorreram em uma sucessão dramática no fim de semana da Páscoa: o julgamento de Jesus, depois a morte de Jesus e, finalmente, a ressurreição de Jesus.  Assim como Pilatos perguntou: "Que farei então com Jesus, chamado Cristo?" Cabe a nós também também decidir se ele era o que disse ou não. É uma decisão pessoal.

Muitas pessoas tomam esta decisão de entregar seus corações e suas vidas assumindo um compromisso com Cristo, querendo conhecer mais sobre aquele que conhece tudo de nós. Mas como isso acontece?  É muito simples! Basta crer que Jesus Cristo morreu por nós na cruz e ressuscitou dentre os mortos e reconhecemos que Ele é o caminho para Deus. A Palavra de Deus diz que Você foi salvo pela fé em Deus, que nos trata muito melhor do que nós merecemos. Este é um dom de Deus para você, sem você precisar fazer nada por conta própria (Efésios 2:8) para ganhar a eternidade.

Minha receita de hoje é esta: desfrute deste presente e promessa:

"Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração. 
Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá." 
Salmos 37:4-5

Com carinho,

Cris

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Feliz Natal!

Porque para mim só existe um motivo para comemorar o Natal: Jesus nasceu! Feliz Natal!


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Muffins de omelete


Café da manhã, como é bom. Começar o dia em paz, sem correria, porque esta é uma refeição importante. Ficamos várias horas sem comer (dormindo) e de manhã  precisamos nos alimentar bem. Sempre falo isso para meus filhos, de maneira simples.

Estes muffins de omelete (ou quiche) eu fiz para as amigas do grupo de mães. Cada uma leva uma coisinha e a mesa sempre fica farta. Toda vez tenho que fazer uma lista na minha mente do que já fiz para elas... Gosto de inovar.

Algumas receitas com ovos e legumes que sempre me salvam no café da manhã ou lanche da tarde:

1) Torta de pão ciabatta
2) Ovos no ninho
3) Quiche de tortilla mexicana
4) Torta de ovos e pão

Muffins de omelete
1 forma para muffins/cupcakes
1 xícara de legumes frescos sortidos picadinhos (usei milho, ervilha, pimentão vermelho e bulbo de cebolinha) - você pode usar peito de peru, cenoura, cebola, azeitonas sem caroço etc.
1 xícara de parmesão fresco ou muçarela ralada
4 ovos
1 caixinha de creme de leite
1/4 colher (chá) de sal
Ervas finas ou orégano
Pimenta-do-reino a gosto

Pré-aqueça o forno a 180 ºC por uns 10 minutos.
Rende 6 muffins

1) Derrame um pouquinho de azeite no fundo de cada forminha de muffin. Polvilhe ervas finas ou orégano.

2) Distribua os legumes: encha 1/3 de cada forminha.

3) Bata os ovos com o creme de leite, o sal, a pimenta e o queijo ralado. Despeje sobre os legumes com o queijo, até quase a borda.

4) Leve para assar no forno a 180ºC por 10 a 15 minutos (até dourar).

Sirva quente.

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Cookies! Com mistura para bolo!


Cookies!!! Uma receita fácil feita com mistura para bolo. Em poucos minutos você bate, coloca na forma, assa e serve quentinho! Use a imaginação adicionando outros ingredientes.

As receitas de cookies tradicionais levam manteiga, açúcar mascavo e branco com gotas de chocolate. Outros ingredientes incluem aveia, chocolate branco, castanhas, cranberries etc. Esta receita é uma variação bem econômica e saborosa. 

Cookies de mistura para bolo
Fonte: Dear Crissy

1 pacote de mistura para bolo (baunilha ou chocolate)
2 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1/3 xícara de manteiga amolecida (3 colheres de sopa)
1 xícara de gotas de chocolate (ou corte em pedaços pequenos uma barra de ~170 g de chocolate - branco, amargo ou ao leite)

1) Aqueça o forno a 200 °C. Na tigela da batedeira misture os ovos, a baunilha e a manteiga. Despeje a mistura para bolo e bata em velocidade média até a massa ficar homogênea. Desligue a batedeira. Adicione o chocolate em gotas e mexa com uma colher de pau ou espátula.
 
2) usando uma colher para cookies (ou duas colheres) faça bolinhas de uns 2 cm, coloque em uma assadeira untada, deixando uns 3 cm de distância entre elas.
 
3) Asse por 9 a 11 minutos, ou até que as bordas estejam definidas e começando a dourar. Retire do forno, deixe esfriar 1 minutinho apenas e transfira os cookies com o auxílio de uma espátula para uma grade ou outra forma coberta com papel toalha.

Cookies de chocolate
 

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Fricassé de frango na maionese



Esta é uma receita que testei pela primeira vez para receber amigos. As visitas aprovaram e a família também! O tempo passou e acrescentei ingredientes que não estavam na receita original, que vi numa propaganda da revista americana Better Homes and Gardens.

Receber amigos é sempre um privilégio para nossa família. Podemos desfrutar da presença de pessoas queridas à mesa e me encanta preparar refeições especiais. Mas pensando bem... Toda refeição é especial! É aquela hora do dia que paramos, esquecendo-nos de tudo que somos ou fazemos para cuidar do nosso corpo. É um momento com a família ou junto a colegas e amigos. Então, na hora de comer tente desligar-se de problemas, evite discussões e troca de ofensas. Eu sempre digo aos meus filhos, o corpo manda a conta depois!

A mesa pode ser simples, um balcão, um cantinho da cozinha ou mesmo estar posta como manda as regras de etiqueta. Mas ela só vai ser eficiente se proporcionar o amor no ambiente! Isto sim é servir com pompa!

Quando eu era pequena minha mãe ouvia receitas no rádio e anotava as que chamavam a atenção. A beleza estava em imaginar como ficaria aquele prato. Havia poucos programas culinários na TV. Hoje existem canais exclusivos e a internet! Podemos trazer para nossa mesa pratos de qualquer cozinha do mundo que aprendemos em sites específicos, vídeos e nossos queridos blogs que nos acrescentam um pouco da história de quem cozinha. É por isso gosto de escrever aqui não só as receitas, mas minhas impressões sobre o que cada comida representa em minha vida.

Fricassé de frango na maionese
Adaptada da Hellman's

1 kg de peito de frango (filezinho) cortado em cubos de 2 a 3 cm
1 xícara de maionese light
1 xícara de leite
1/2 xícara de queijo ralado (uso muçarela)
1/2 xícara de farinha de rosca ou pão ralado na hora
Sal e pimenta a gosto

Sugestões para incrementar o fricassê - esta etapa é opcional
Brócolis
Milho
Seleta de legumes (congelada)

1) Coloque o filé de frango picado num refratário. Junte ingredientes da sugestão, como milho ou seleta (opcional). Salpique sal e pimenta.
2) Numa tigela misture maionese, leite e queijo ralado. Coloque sobre o frango e espalhe por cima a farinha de rosca. Leve ao forno preaquecido a 200°C por 40 minutos.
 
 

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Out-of-this-world Waffles!!

Amo acordar cedo. Verdade. A cama me dá dor no corpo e na consciência se não saio dela logo cedo. Então, aproveito para fazer uma caminhada e ver o sol nascer por detrás das nuvens. É maravilhoso observar a obra de nosso Criador brindando a todos, fazendo raiar o sol sobre bons ou maus. Prova de amor, pois o sol nasce para todos!
 
Outro bom momento de minha caminhada é sentir o cheirinho de café saindo de algumas casas. E voltar para casa, para minha família que começa a movimentar o dia, que vai seguir com seus próprios desafios.
 
O "coffee break" desta rotina acontece uma vez por semana, quando encontro minhas amigas de caminhada na fé. Alimentando o corpo e o espírito. Tudo bem cuidado para seguirmos fortalecidas cuidando de nossas famílias!
 
Papo em dia, conversas, reflexões e dicas sobre filhos, família, lazer, incentivo a hobbies e até maquiagem! Ah é bom demais saber que temos amigas, que podemos chamar a qualquer momento, que nos socorrem e nos dão aquela força!
 
E destes cafés, além de boas memórias, claro, temos as receitas! Hoje vou compartilhar a de waffles! 
 
 Tirando a maquininha de waffles do armário! Esta receita é a mais simples que conheço. Faz waffles sequinhos e leves. E receita tem que ser completa, sabia que a pronúncia correta é "uófous"? E não "ueifous" como a maioria diz! Uma outra palavra, aqueles biscoitos wafers, aí sim, a pronúncia é ueifers!

Waffles
Do livro "The Ultimate Southern Living Cookbook"

2 1/2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa + 1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitadinha de sal
1 1/2 colher (sopa) de açúcar
2 ovos batidos
2 1/2 xícaras de leite
3/4 xícara de óleo

Spray para untar PAM sabor manteiga (não gruda de jeito nenhum!) ou margarina...

1) Misture os quatro primeiros ingredientes em uma tigela.

2) Misture os ovos, o óleo, o leite e adicione à mistura de farinha na tigela.

3) Preaqueça a máquina de waffles. Unte com óleo spray ou margarina. Coloque uma concha   pequena de massa na máquina preenchendo todo o espaço. Eu espero ela borbulhar um pouco para fechar e aguardo uns 5 minutinhos para abrir.

Sirva com manteiga, mel, frutas, chantilly etc. Se achar o  xarope de maple ("maple syrup")... Esse sim fica perfeito.

Esta receita antiga minha de calda butterscotch também é ótima para panquecas e waffles.